Estou com preguiça das pessoas, é isso.

Depois de vários relacionamentos, de várias pessoas, vários lugares, vários começos e fins, várias palavras ditas e ouvidas, chega um momento que cansamos de tudo. Hoje, neste exato momento estou feliz, satisfeito e mais completo do que nunca antes.

Ultimamente ando com preguiça das pessoas. Preguiça de encontrar mais do mesmo, preguiça de falar sobre minha vida pela milésima vez, preguiça de pessoas líquidas, vazias e superficiais, preguiça de mandar uma mensagem e ficar ali, grudado no celular esperando por uma resposta e, que talvez nem chegue, preguiça de correr atrás, preguiça de todo esse desinteresse das pessoas.

Ando com tanta preguiça de fazer todos aqueles joguinhos de quando aparece alguém legal que você tem vontade de conhecer mais, sair mais vezes, a primeira coisa que as pessoas falam é para você jogar. – THE LITTLE GAMES OF LOVE – Porque, se você der atenção demais, a pessoa cai fora. Porque, se você for carinhoso (mesmo que seja algo totalmente natural pra você), a pessoa vai achar que você está extremamente apaixonado por ela. Não ligue. Não mande mensagem. Seja difícil. Seja indiferente. Não admita que está envolvido. Não convide para sair. Espere ele ligar. Espere ele correr atrás. Não faça isso, não faça aquilo, não, não e mais não. Caso contrário, game over pra você. Próximo. Sabe por quê de todos esses joguinhos? Porque um dia nos ensinaram que o difícil é mais gostoso e excitante. Triste. QUE MERDA MANO! CANSEI!

Dizem que “é impossível ser feliz sozinho.” Sinto muito, mas isso é um grande equívoco. Eu estou muito feliz sozinho. Me cuidando mais, descobrindo novos lugares, gostos e sabores que até então eram desconhecidos. Vivendo intensamente a cada dia, como se fosse o último. Com tudo isso nos questionamos se ainda somos interessantes ou, se apenas ficamos mais seletivos ou, se está cada vez mais difícil encontrar um parceiro real em tempos de hiperconectividade, aonde podemos conhecer gente nova a cada dia. O fato é que cansei de estar sempre disponível para pessoas que estão sempre indispostas e desinteressadas. A gente cansa, como a gente cansa. De tanto apanhar das pessoas e seus joguinhos (afinal, no jogo só uma pessoa ganha) a coisa que mais queremos é: paz, sossego e ficar sozinho.

Há momentos que temos que procurar o tipo de cura e paz que só podem vir da solidão.

Eat Pray Love

De fato a gente perde muito tempo com pessoas erradas e, que só sugam nossa energia. Precisamos parar com essa mania de se acostumar com aquilo que só nos fazem mal. Parar de correr atrás das pessoas que não nos dão valor e, que não faz questão de estar conosco. Sempre devemos nos lembrar que: Quanto mais despertamos o amor dentro de nós, mais nos amamos, e quanto mais nos amamos, mais nos valorizamos, e quanto mais nos valorizamos mais seletivo ficamos.

Chega um momento que as pessoas vem e vão e isso não nos afeta mais. Não criamos mais expectativas em nada. Deixamos tudo nas mãos do destino, então respiramos fundo e falamos: o que tiver que ser, vai ser. É isso! 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s