Chet Faker

Sabe quando você vai ouvir algo que alguém indicou, meio assim, com má vontade, já achando que vai odiar e quando começa a ouvir se apaixona? Então… Aconteceu essa semana quando conheci Chet Faker.

Chet FakerAustraliano, de 24 anos, nascido Nick Murphy. Mas mudou seu nome para Chet Faker porque já existia um cantor com mesmo nome que o dele, que não era famoso, mas já tinha uns discos lançados. Como sempre foi muito fã de jazz resolveu fazer essa homenagem ao Chet Baker. Acabou sendo descoberto em 2011 ano quando soltou na internet uma versão de No Diggity do grupo de RnB dos anos 90 Blackstreet.

A não novidade do som dele é que acaba sendo a novidade. Tendo como referência o RnB da Motown que sua mãe ouvia e os CDs da linha Chill Out Ibiza que o pai tanto adorava, o som dele tem uma pegada boa que vai te envolvendo a cada música. Usando programações eletrônicas com um vocal (quase) melancólico do jazz e do soul, suas músicas podem se encaixar tanto no seu momento feliz quanto no mais deprê. Seu disco Thinkin In Textures é daqueles para escutar do começo ao fim. Sem pausa.
Chet Faker1

Para saber mais dele:

chatfaker.com

soundcloud.com/chet-faker

facebook.com/chetfaker

Anúncios